ENQUETE

Anuncie aqui!

Últimas Notícias

Novas dividas são herdadas de administrações passadas e Prefeito Kiefer busca solução para prefeitura continuar recebendo recursos



As dívidas intermináveis e que de fato contribuem para que a administração emperre. Prefeito Kiefer Cavalcante acompanhado do contador do município, Ilcirlândio Alexandre, em visita à Agência da Caixa Econômica Federal em Manaus-AM, mas especificamente, setor da Rede Executiva do FGTS, setor responsável pela Região Norte, onde na qual foi discutido os débitos que  surgiram referentes à administrações anteriores.


Se já não bastasse para o município de Feijó um parcelamento ativo de mais de três milhões de reais junto a Caixa Econômica Federal, surge uma nova dívida, dos anos de 2002 à 2014, no montante de quase dois milhões de reais, caso não venha ser pago ou parcelado, o município se tornará inadimplente junto aos órgãos federais, impossibilitando assim, o recebimento, bem como a continuidade de repasses por parte de emendas parlamentares.

"É do conhecimento de todos que recebemos um município "quebrado", dívidas intermináveis, quando pensamos que não surgirá mais débitos, eis que somos surpreendidos com valores exorbitantes. Mas em momento algum baixamos a cabeça, pelo contrário, vamos à luta até encontrar as soluções necessárias e que não comprometa o erário público", ressalta Kiefer Cavalcante.

Desde de que assumiu a administração municipal, Kiefer Cavalcante tem se esforçado ao máximo pra manter a prefeitura adimplente, já foram contabilizados vários parcelamentos desde sua gestão, para que assim, o município possa receber os investimentos necessários, como por exemplo, pavimentação e recapeamento nas ruas e avenidas, aquisição de máquinas e equipamentos, veículos entre outros, que até o momento, foram de fundamental importância, dentre outros que estão previstos.

FOLHA DE FEIJÓ 

Nenhum comentário